José Mendonça completa 100 anos

Por Dinorah Maria do Carmo, na sua página no Facebook.

Hoje, 22 dezembro de 2017: penso nesta data com muita alegria, porque o jornalista e segundo presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de MG (1951/1953) e um dos fundadores do Curso de Jornalismo da UFMG (1961) JOSÉ MENDONÇA, meu ex-professor e diretor do Curso de Comunicação Social da Fafich/UFMG (1971/74), hoje está completando CEM ANOS! Que bênção! Ungido pela proteção de Deus, nosso caro e respeitável Mendonça, de uma ética e competência profissionais admiráveis, pai de família exemplar, correto cidadão do mundo, alcança esta idade ainda lúcido e superconservado!

A comemoração de seu centenário ocorreu um pouco antes, no dia nove de dezembro último, no agradável Espaço Floricultura, daqui de BH, em festivo e prolongado almoço de congratulações, de 13h às 19h, quando familiares, amigos, autoridades políticas e jurídicas, professores da UFMG, ex-colegas de trabalho, ex-alunos assinaram presença e o almoço se revezando ao longo do dia, para o abraço de parabéns ao aniversariante. Este recebia todos com um sorriso feliz, conversando e recordando fatos idos e vividos.

Filhos e netos do professor Mendonça capricharam na organização, decoração e criatividade, como a confecção dos marcadores de livros com lindas e bem pesquisadas fotos de época, os quais, espalhados pelas mesas, focalizavam o que acontecia no mundo em 1917, quando José Mendonça (Tio Zezé para os familiares) veio ao mundo.

Abaixo, seguem exemplo de textos, enfatizando o ano de 1917, nos marcadores de livros:

A primeira transmissão de rádio no Brasil só aconteceu cinco anos depois e a primeira transmissão de TV entrou no ar em 1951;

Aparição de Nossa Senhora a três crianças, em Fátima/Portugal;

Companheiros de nascimento de José Mendonça: John F. Kennedy (+1963), Jânio Quadros (+1992), Indira Ghandi (+1984), David Nasser (+1980), Dalva de Oliveira (+1972), Ella Fitzgerald (+1996), Teotônio Vilela (+1983) e Chacrinha (+1988);

Estreava nos cinematógrafos “Cleópatra”, com Theda Bara, e “Pobre Menina Rica”, com Mary Pickford;

O Globo (1925), Estado de Minas (1928), Le Monde (1944) e El País (1976) nem eram nascidos;

O 14 Bis fazia 11 anos e a bicicleta completava 100 anos;

1917, Primeira Edição do Prêmio Pulitzer.

O curso de Jornalismo da Fafich/UFMG, inaugurado em 1961, teve como fundadores os jornalistas Adval Coelho, Anis José Leão e José Mendonça, que foram também os primeiros professores. Os dois estavam presentes na festa do professor Mendonça que teve como orador oficial o professor Anis José Leão. Este sensibilizou os presentes com uma agradável e sábia fala, contando todos os passos profissionais e pessoais do professor Mendonça.

À época da fundação do curso, o diretor geral da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas/UFMG era o professor e filósofo Arthur Versiani Veloso e, o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de MG, Ricardo de Carvalho, ambos de saudosa memória e que deram total apoio para a fundação do curso. Este, em 1971, foi ampliado para Curso de Comunicação Social / Habilitação Polivalente (Jornalismo, Publicidade e Relações Públicas), numa grade curricular diversificada e bem interessante. Era diretor geral da Fafich, em 1971, o professor Daniel Ribeiro do Vale, presente no almoço / comemoração, que teve com ponto alto a vela de 100 anos soprada pelo professor Mendonça às 18h.

Iniciei meu curso neste período (1971/74) e é com justo orgulho que sou comunicóloga, tendo recebido, na minha graduação, quando fui a oradora da turma, o “Prêmio Jornalista Geraldo Teixeira da Costa”, como a melhor aluna do curso, por Currículo A. Exerci as três áreas, mas com prioridade para o jornalismo, minha grande paixão. Agradeço ao Professor Mendonça, a quem reverencio pelo seu aniversário hoje, bem como a todos os mestres com quem muito aprendi na Fafich/UFMG, em agradável convivência de vida e de saber, com destaque para os professores Anis e Adval, Iêda Martins de Pádua, e aos já falecidos, mas sempre lembrados com saudade: Renato de Pinho, Francisco Pontes de Paula Lima, Maria Ignez Arreguy, Jacques do Prado Brandão, José Calazans Filho, Sônia Viegas, Plínio Carneiro, nosso paraninfo da Turma de 1974.

Abaixo, em fotos das jornalistas Dorinha Aguiar e Marina Rodrigues:

1- professor Mendonça e sua esposa, Maria Teresa, durante a festa

2- grupo de jornalistas, a maioria egressa da Fafich/UFMG, rodeando o mestre Anis José Leão, ao centro.

No alto e abaixo, em fotos de Samuel Gê, o professor José Mendonça, homenageado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais por ocasião dos 70 anos do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (21/9/2015).

[22/12/17]

Veja também

Rádio e TV: assembleia aprova proposta patronal de reajuste de 3%

Assembleia dos jornalistas de rádio e televisão realizada nesta sexta 20/7 aprovou a proposta de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *