Hoje em Dia: jornalistas decidem indicativo de greve contra o não pagamento dos salários

Os jornalistas do Hoje em Dia fizeram assembleia na tarde desta quinta-feira 7/12 e decidiram por um indicativo de greve contra o não pagamento dos salários. Uma nova assembleia está marcada para a próxima segunda, 11/12.

Mais uma vez o jornal Hoje em Dia não pagou os salários dos seus empregados até o quinto dia útil, conforme prevê a lei. Também não pagou o 13º até o dia 30 do mês passado e nem o vale refeição. Também não está pagando férias.

A empresa não dá previsão de quando os pagamentos serão feitos.

O atraso do salário já tinha acontecido no mês passado, o que levou o Sindicato a acionar o Ministério do Trabalho.

O jornal tem um extenso histórico de descumprimento da legislação trabalhista. Em fevereiro de 2016 dispensou 38 jornalistas, sem pagar a rescisão e nem mesmo os salários do mês. Até hoje o pagamento não foi feito e a ação está na Justiça do Trabalho.

Em outubro passado, o juiz Marcos Vinícius Barroso, da 12ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, determinou intervenção no jornal para garantir o pagamento da dívida trabalhista. Os sócios das empresas proprietárias do jornal estão proibidos de praticar quaisquer atos jurídicos em nome delas, sem aprovação judicial, tais como venda das cotas societárias das empresas, que ficarão em indisponibilidade e penhora.

A antiga sede do jornal foi citada na delação da JBS, num negócio milionário que envolveu os proprietários da empresa e o senador Aécio Neves. O escândalo motivou a ocupação do “predinho” pelos trabalhadores, em junho deste ano, para chamar atenção sobre sua situação.

Inúmeras outras ações na Justiça e no Ministério do Trabalho reivindicam direitos dos trabalhadores que não foram pagos. O Sindicato também recebeu diversas denúncias de irregularidades no registro do ponto eletrônico, o que foi motivo de outra mediação no MTb.

[7/12/17]

Veja também

Sindicato repudia demissão do sindicalista Aloísio Morais pelo jornal Hoje em Dia

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia a demissão do jornalista Aloísio Morais ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *