Sindicato repudia prisão de militantes do PCB

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar a prisão de militantes do PCB por policiais militares ocorrida nesta quinta-feira 31/8 em Belo Horizonte. O fato torna-se ainda mais grave considerando que eles saíam da Assembleia Legislativa após uma Audiência Pública da Comissão da Verdade dos Trabalhadores e Movimento Sindical em Minas.

A justificativa para a prisão é que os comunistas teriam danificado faixas do grupo autodenominado Resgata Brasil 2017, que pedia “intervenção militar já”, numa clara provocação aos ex-presos e perseguidos políticos pela ditadura militar e seus familiares que participaram da referida audiência.

O Sindicato exige a apuração dos fatos e a manifestação das autoridades. O trabalho da Comissão da Verdade é fundamental para a história brasileira e não pode sofrer intimidação. Tampouco podemos aceitar que aqueles que defendem a democracia sejam presos, enquanto os que pedem a volta de ditadura são protegidos.

[1/9/17]

Veja também

ALMG tem surto de covid depois de convocar todos os terceirizados, muitos sem direito a plano de saúde

Já são seis trabalhadores da área de comunicação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (quatro ...

Um comentário

  1. Chega a ser patético a atuação da PM , que Ignora o princípio constitucional de liberdade de opinião, expressão. Viva a democracia!

Deixe uma resposta para Paulo sergio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *