ESTAMOS AQUI PELO JORNALISMO

Estamos hoje na porta dos principais jornais impressos de Minas Gerais porque os patrões se negam a negociar com decência. Querem impor aos jornalistas a retirada de vários direitos, além de não reajustarem o salário de seus funcionários.

O discurso dos donos dos jornais é de que a crise os obriga a agir dessa maneira. É mentira. Eles agem assim, com perversidade e tentando impor uma cultura do medo nas redações, por um motivo simples: eles odeiam o jornalismo.

Os patrões gostam de poder. De usar o trabalho honrado dos jornalistas para seus projetos pessoais. Na linha de frente dessa briga desigual estão os repórteres que amam o que fazem e lutam contra as adversidades para entregarem um trabalho digno.

Na maioria das vezes os trabalhadores conseguem. Mas a lógica é cruel, pois se de um lado estão os jornalistas lutando para passar as informações com apuro ético e técnico, do outro estão os donos dos jornais minando a força dos trabalhadores, tentando impor uma negociação absurda.

Agora os patrões querem empurrar uma série de retiradas de direitos, além de não chegarem perto da reposição da inflação na proposta que insistem em manter. Não vamos aceitar e pedimos a você que nos apoie nessa luta. A informação que a sociedade recebe está em jogo.

A saber, nossa disputa é contra poderosos, como o atual prefeito de Betim, Vittorio Medioli, dono dos jornais O Tempo, Super Notícia e da rádio Super FM.

Outro é o ex-prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, que chegou a ser preso acusado de desvios na saúde da cidade do Norte de Minas. Muniz é dono do jornal Hoje em Dia.

Já o Estado de Minas é comandado por Zeca Teixeira da Costa, um empresário que não mede esforços para apoiar o senador Aécio Neves, recentemente envolvido no escândalo da JBS e cuja irmã, Andrea Neves, chegou a ser presa, além de ser reconhecida pelos jornalistas como uma censora durante os anos que seus aliados governaram Minas.

Nós, representados pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG), estamos aqui pelo JORNALISMO e pelos trabalhadores que tentam fazer o melhor, mesmo diante da briga desigual dos patrões que odeiam o nosso ofício.

E você? De qual lado está?

(Decidimos não publicar fotos dos atos nas portas das redações para evitar perseguições dos patrões)

[5/9/17]

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *