Aguardando um pulmão, que não chegou, lá se foi o amigo Henrique Bandeira de Melo, o ‘Bandeirinha’

Por Chico Maia

No dia 10 de fevereiro o Bandeira nos recebeu para um almoço no apartamento em que morava em Belo Horizonte. Estou ao lado dele, entre os publicitários José Luiz Silva (esquerda) e Rômulo Righi Aquino, à direita.

Ser humano fantástico, grande profissional, jornalista dos melhores que Minas já produziu. Foi, durante muitos anos, superintendente de comunicação da Copasa.

Cozinheiro nas horas vagas, porém, caprichoso em tudo que fazia, graduou-se em gastronomia pela excelente escola do Senac/MG.

Acometido por uma rara fibrose pulmonar, lutava contra a doença há cerca de dois anos, na expectativa de receber a doação de um pulmão. Mesmo com todas as limitações de movimentos e usando um respirador artificial, ligado a um equipamento através de uma mangueira, ele não perdeu o bom humor e ficava ligado ao mundo e aos amigos através de todas as redes sociais possíveis.

Ainda prestou um último grande serviço público, especificamente à medicina, se prontificando a ter sua rara doença estudada por professores e alunos da Escola de Medicina da UFMG, sempre bem com o astral alto, brincalhão.

Seu texto era brilhante e até sexta-feira, dia dois, conversamos. Ele numa UTI do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, estava empolgado com a virada do junior do Galo sobre o Vasco na semifinal da Copa do Brasil sub-20. Sábado de manhã, postou no whatsapp os gols e em caixa alta escreveu:

“NÃO É MILAGRE… É ATLÉTICO MINEIRO!!!
GALINHO PERDEU DE 1X2 PARA O VASCO EM SETE LAGOAS NO PRIMEIRO JOGO DA SEMI FINAL DA COPA BRASIL SUB-20.
TINHA QUE GANHAR DE 3 NO RIO… ESTAVA PERDENDO DE 2X1 ATÉ AO 46″38”’ MIN….
AÍ  NÃO ESQUEÇA,  É GALO!!!!
2 GOLS EM 1 MINUTO KKKKKK”

Foi a sua última postagem. Desde o dia 1º a situação dele piorou bastante e ele reclamou, via facebook, mas sem perder a esperança em dias melhores. Escreveu:

Domingo, o coração do Bandeira parou de bater, por volta das 16 horas. O nosso amigo comum, publicitário Zé Luiz, da Agência Populus, foi quem me comunicou. Velado desde ontem à tarde no Parque da Colina, terá seu corpo cremado, daqui a pouco.

Descanse em paz amigo, obrigado por tudo e até um dia!

(Publicado no blog do Chico Maia.)

[7/6/17]

Veja também

Atentado à Liberdade de Imprensa: PM capixaba prende jornalista durante exercício profissional

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Espírito Santo – Sindijornalistas e a Federação ...

Um comentário

  1. Marcelo Oliveira de Souza

    BANDEIRINHA.
    Você foi Pai, Amigo e Companheiro de todas as horas,
    uma pessoa Simples e Sincera de Coração, que será lembrado por todos para SEMPRE,
    e será lembrado também como O Bandeirinha Galão da Massa meu Fã.
    Que DEUS te guarde em seus braços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *