Chapa Luta, Jornalista! comandará o Sindicato nos próximos três anos

A chapa única Luta, Jornalista! foi eleita para presidir o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais no triênio 2017-2020. A votação, que começou na terça-feira 9/5 terminou nesta quinta 11. Encabeçada por Alessandra Mello, atual vice-presidenta, a chapa obteve 97,5% dos votos apurados e será empossada no próximo mês de junho. Apesar de não haver disputa, o comparecimento às urnas demonstrou que os jornalistas aderiram ao exemplo de união da categoria dado pela situação e pela oposição.

“A categoria deu sua aprovação à unidade, que é um fato raro na história do Sindicato”, disse o presidente Kerison Lopes. “Precisamos da participação ativa dos jornalistas para fortalecer a nova gestão que começa em junho”, conclamou.

Ele ressaltou que a participação dos jornalistas foi muito maior do que o número de votos apurados, uma vez que muitos votos do interior voltaram ou se perderam no setor de triagem dos Correios. A comissão eleitoral está avaliando formas de validar votos do interior que ainda estão por chegar.

Kerison agradeceu a compreensão da oposição que soube compreender a necessidade de união no momento difícil que os jornalistas, os trabalhadores e todo o país atravessam. “O golpe foi contra os trabalhadores, como mostram as reformas trabalhista e da previdência”, disse. “Nós, jornalistas, sofremos todos os dias golpes dos patrões contra o nosso trabalhado e a nossa profissão. E a resposta que estamos dando é de muita luta.”

Ele lembrou ainda a unidade que os jornalistas formaram com outras categorias que fazem parte da imprensa, como os empregados na administração, os radialistas e os trabalhadores gráficos, em campanhas salariais conjuntas.

A presidenta eleita destacou a importância da gestão que termina. “Kerison foi o presidente da inclusão e da luta. Sua gestão ficou marcada na história do Sindicato”, disse.

Alessandra lembrou que a luta dos jornalistas não é uma luta só das redações, é uma luta pela liberdade e pela democracia. E fez um apelo à união da categoria e de todos os que frequentam a Casa do Jornalista. “Esta casa é a casa da liberdade, é o espaço da diversidade”, enfatizou.

A diretoria eleita é formada por 26 jornalistas, dos quais 11 mulheres. São eles: Alessandra Cezar Mello, presidenta; Daniel Camargos, a vice-presidente; Alessandra Mendes França; Vilma Tomaz; Priscila Maria Piotto de Melo Pádua; José Augusto Toscano Boaventura; Camila Riani; Landercy Hemerson Aparecido da Silva; Artênius Daniel; Tiago Haddad; Felipe Castanheira; Felipe Canêdo; Isabella Souto; José Antônio Bicalho; Adriano Boaventura; Wanderley Pinto de Lima; João Renato Diniz Pinto; Luciano Tadeu Soares; Solange Maria Siqueira de Barros; Eduardo Motta; Brenda Marques; Andrea Castello Branco; Zuzileison Oliveira Moreira; Rogério Hilário; Joana Tavares; Lina Patrícia Rocha Laredo.

(Na foto, a chapa Luta, Jornalista! comemora o resultado da eleição. Crédito da foto: Marcos Alvarenga.)

[11/5/17]

Veja também

Sindicato repudia demissão do sindicalista Aloísio Morais pelo jornal Hoje em Dia

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia a demissão do jornalista Aloísio Morais ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *