Sindicatos convocam jornalistas e radialistas para a Greve Geral nesta sexta

O Sindicato dos Jornalistas e o Sindicato dos Radialistas conclamam os jornalistas e radialistas mineiros a participar ativamente da Greve Geral nesta sexta-feira 28/4. O protesto contra as reformas da previdência e trabalhista está sendo convocado por todas as centrais sindicais em todo o país e contará com adesão expressiva de inúmeras categorias.

Também os jornalistas e radialistas estão decidindo participar do protesto e demonstrar de várias formas sua insatisfação com as reformas. O presidente do Sindicato dos Jornalistas, Kerison Lopes, e o diretor do Sindicato dos Radialistas Valdir Costa reuniram-se na tarde desta terça 25/4 para acertar detalhes da mobilização conjunta.

Em Belo Horizonte, a paralisação atingirá as redações da Rádio Inconfidência e da Rede Minas. Nas duas emissoras o clima é de mobilização, diferentemente do que aconteceu em protestos anteriores.

Os trabalhadores da Rede Minas decidiram parar parcialmente, mantendo 30% de funcionamento, por se tratar de serviço público. “A adesão foi discutida em reuniões setoriais, via e-mail e em grupos de whatsapp”, informa a jornalista Brenda Marques. Ela disse que a redação discutiu também como trazer a pauta da greve para o jornalismo da emissora e dar visibilidade à luta. “Temos o compromisso público de informar a população”, explicou.

Os trabalhadores da Rádio Inconfidência farão assembleia na tarde desta quarta 26/4 para decidir como será a paralisação. O clima de adesão ao protesto ficou evidente em reunião com o Sindicato dos Jornalistas realizada na segunda-feira 24/4. “Existe um grande apoio à greve, os trabalhadores estão dispostos a parar”, informa a jornalista Lina Rocha, acrescentando que é a primeira vez que os jornalistas se mobilizam coletivamente. A direção da empresa já tem conhecimento da adesão. “A intenção é aderir e demonstrar nossa indignação com essas reformas.”

Em outras redações os jornalistas também vão aderir. A intenção é garantir ampla cobertura do protesto e ao mesmo tempo demonstrar que também são contra as reformas da previdência e trabalhista. A orientação dos sindicatos é que aqueles que trabalharem vistam preto para expressar solidariedade aos grevistas. Os jornalistas estão combinando de se encontrar na sede do Sindicato a partir das 9h e se dirigem juntos para a manifestação.

Participe da Greve Geral!

Manifeste sua adesão ao protesto vestindo preto no dia 28!

PS: Os trabalhadores do Sindicato dos Jornalistas aproveitam a oportunidade para comunicar a diretoria e a categoria que também vão parar no dia 28/4.

[25/4/17]

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

2 comentários

  1. Somos uma categoria desunida! Venham para o interior pra ver como é a nossa realidade!

  2. E quando o Sindicato irá apoiar greve Geral nas redações por melhores condições de trabalho?! E quem está desempregado exatamente por exigir Direitos e condições básicas de trabalho enquanto pessoas não diplomatas ocupam o lugar daqueles que lutaram para conquistar conhecimento e um pedaço de papel chamado diploma (que não vale mais nada), veste roupa de que cor?! E antes que venham com blabla, saiam dá capital, onde o mercado está saturado e exploratório, e venham para o interior. Nós jornalistas, diplomados e desempregados, comemos o pão que o diabo amassou para garantir menos que nosso piso salarial. Isso é justo?! Tem como lutar para que não haja Reformas Trabalhista e Previdenciária se nem um e nem outro estamos tendo acesso?! Acredito que o Sindicato precisa antes é se atentar para outras causas, não mais justas, porém mais urgentes ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *