Importante: contribua com a taxa de reforço

Jornalistas de veículos impressos e internet contrários ao desconto da Taxa de Reforço devem formalizar sua posição até o dia 16/1, segunda-feira. Para isso devem comparecer pessoalmente à sede do Sindicato (Avenida Álvares Cabral, 400), entre 9h e 18h, e assinar documento específico, na seção de Registro).

A Taxa de Reforço está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) assinada no final de dezembro. Ela equivale a 2% do salário e é paga só uma vez. O empregador deve fazer o desconto na folha de pagamento e transferir o valor para o Sindicato.

O objetivo da taxa é contribuir para o fortalecimento do Sindicato, mas seu pagamento não é compulsório. De acordo com a CCT, o profissional que se opõe ao desconto tem prazo de dez dias a partir da assinatura da convenção para manifestar, por escrito, sua discordância com a taxa. Não são aceitas comunicações de escritório de contabilidade nem do próprio empregador.

A contribuição é super importante para a manutenção das despesas do Sindicato, cuja demanda por serviços, principalmente na área jurídica, cresceu enormemente com o grande número de demissões e problemas generalizados em todo o setor de comunicação. Muitas vezes as empresas estimulam o não pagamento dessa taxa como forma de enfraquecer financeiramente o Sindicato.

A organização sindical é fundamental para a melhoria das condições de trabalho e garantia de direitos, principalmente em tempos de desmonte trabalhista, e também para a consolidação da democracia do país.

Para ler a íntegra da CCT, clique aqui.

Veja também

ALMG tem surto de covid depois de convocar todos os terceirizados, muitos sem direito a plano de saúde

Já são seis trabalhadores da área de comunicação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (quatro ...

Um comentário

  1. Deveriam ter avisado com antecedência.

Deixe uma resposta para Dirceu Goulart Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *