Reunião entre trabalhadores da Rede Minas e governo foi remarcada para terça-feira 25/10

Trabalhadores da Rede Minas reuniram-se nesta quarta-feira 19/10 com representantes do governo do estado, na Cidade Administrativa. A reunião foi marcada após a paralisação ocorrida no dia 5 passado contra a precarização das condições de funcionamento na emissora. O objetivo era discutir as reivindicações dos trabalhadores, mas, diante da mudança na presidência da Fundação TV Minas, ocorrida hoje, a reunião foi remarcada para a próxima terça-feira 25/10, no mesmo local, e deverá contar com a participação da nova presidenta, Jordana Almeida.

Participaram da reunião representantes do Sindicato dos Jornalistas, da Associação dos Servidores Públicos da Rede Minas (Asprem) e do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Minas Gerais (Sindpúblicos-MG); representantes da diretoria e do Recursos Humanos da emissora; representante da subsecretaria de RH do governo e o interlocutor sindical do governo, Carlos Calazans.

O encontro serviu para esclarecimento de alguns pontos das negociações. O governo manifestou intenção de concordar com os termos previstos na resolução, visto que não impactam no orçamento do estado. A expectativa é de que o problema, que já se arrasta há dois anos e é o mais urgente, seja resolvido. Outras questões, como salários e carga horária, deverão ser discutidas na instalação da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), criada recentemente pelo governo e que passa a englobar a Rede Minas e a Rádio Inconfidência.

A audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT) que estava marcada para esta quinta-feira 20/10 foi cancelada pelo procurador Geraldo Emediato. A audiência foi solicitada pelo Sindicato dos Jornalistas e pela Asprem, para tratar da situação dos trabalhadores da Rede Minas a partir da incorporação da EMC.

19/10/16

Veja também

SJPMG e Fenaj repudiam agressões a repórter da TV Integração em Prata (MG)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Jornalistas vêm ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *