Rádio, TV e Sempre Editora: prazo para oposição à Taxa de Reforço vai até 28/10

Jornalistas que trabalham em rádios e televisões da capital e na Sempre Editora que se opõem ao desconto da Taxa de Reforço devem formalizar sua posição até o dia 28/10, sexta-feira. Para isso devem comparecer pessoalmente à sede do Sindicato (Avenida Álvares Cabral, 400), entre 9h e 18h, e assinar documento específico, na seção de Registro.

A Taxa de Reforço está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) aprovada em assembleia da categoria realizada no dia 14/10. Está prevista também no Acordo assinado com a Sempre Editora. Ela equivale a 2% do salário e é paga só uma vez. O empregador deve fazer o desconto na folha de pagamento e transferir o valor para o Sindicato.

O objetivo da taxa é contribuir para o fortalecimento do Sindicato, mas seu pagamento não é compulsório. De acordo com a CCT, o profissional que se opõe ao desconto tem prazo de dez dias a partir da assinatura da CCT para manifestar, por escrito, sua discordância. Não são aceitas comunicações de escritório de contabilidade nem do próprio empregador.

19/10/16

Veja também

Jornalistas de Minas dizem não à violência de gênero e alertam categoria sobre a cobertura jornalística do tema

Nesse mês de agosto, marcado pelo combate à violência contra mulher, o Sindicato dos Jornalistas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *