Bicicleta ganha o Desafio Intermodal de Belo Horizonte

Com o tempo de 17 minutos e 22 segundos, um ciclista urbano foi o primeiro a completar o Desafio Intermodal de Belo Horizonte, que aconteceu nesta quinta-feira 15/9. A prova começou às 18h15, na Praça da Liberdade, e terminou na entrada principal da PUC Coração Eucarístico. O desempenho do deslocamento em ônibus piorou.

O Desafio Intermodal é promovido há alguns anos em diversas cidades brasileiras com o objetivo fazer um comparativo entre os modos de transporte que as pessoas utilizam para se deslocar pela cidade. Em BH, os dados produzidos pelo Desafio ajudam a mostrar como está a mobilidade urbana na cidade e, a partir daí, propor soluções de melhoria em termos de políticas públicas.

Neste ano, o Desafio Intermodal foi promovido pela BH em Ciclo – Associação de Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte e pelo Bike Anjo BH. O objetivo dos participantes era simular um trajeto cotidiano, de retorno para casa ou ida à aula. A prova demonstrou resultados semelhantes aos de outros anos.

Mais uma vez, observamos a necessidade de priorizar o uso da bicicleta, que além de ser um modo de transporte que consegue se deslocar com segurança e rapidez, é ambientalmente correto e financeiramente barato. Com essa mudança, outros transportes não motorizados também podem começar a surgir, como é o caso do patinete, que participou do Desafio pela primeira vez e chegou na frente do carro. Observamos também a importância de melhorar o sistema de transporte coletivo, alternativa para os cidadãos que atualmente se deslocam de carro (e ajudam a deixar as vias sempre cheias de automóveis). Não há faixa exclusiva para ônibus entre o Centro e as regiões Leste, Sul e Oeste de Belo Horizonte.

O resultado corrobora as pautas dos movimentos da sociedade civil, que buscam melhorias na mobilidade urbana. Ele merece ainda mais atenção em um momento de disputa eleitoral. A campanha Bicicleta nas Eleições (www.bicicletanaseleicoes.org.br), que busca inserir a bicicleta do debate eleitoral, e #D1Passo (www.d1passo.org), que busca a inclusão de propostas por uma mobilidade urbana sustentável nos programas de governo das candidatas e candidatos à prefeitura da cidade, caminham nesse sentido.

Outras variáveis como gasto financeiro, emissão de poluentes e a percepção sobre pontos positivos e negativos de cada modal utilizado pelos participantes serão analisadas e divulgadas posteriormente.

Em Belo Horizonte, o Desafio Intermodal acontece sempre em Setembro, Mês da Mobilidade. As atividades do Mês da Mobilidade acontecem até o dia 25 de setembro (veja neste link).

Os resultados preliminares, computando apenas o tempo decorrido no percurso:

1 Ciclista urbano (Marco Aurélio Assunção) – 17’22”

2 Ciclista atleta (Stevão Gomide) – 17’43”

3 Motociclista (Luiz Sardinha) – 23’28”

4 Patins (Marco Aurélio Vieira) – 28’23”

5 Táxi (André Veloso) – 36’56”

6 Bike BH + metrô (Vinícius Mundim) – 39’15”

7 Caminhada + metrô (Ayrton Amorim) – 39’21”

8 Corrida a pé (Ricardo Mr. Bus) – 40’53”

9 Patinete (Jean Legroux) – 43’54”

10 Carro (Johnny) – 57’15”

11 Caminhada (Giovana Rodrigues) – 1:19’00”

12 Ônibus* (Ana Paula) – 1:19’00” desistiu do ônibus e foi andando.

*Em 2013, no mesmo trajeto, o tempo total do ônibus foi de 50’50”. Caso utilizássemos esse mesmo resultado, o ônibus ficaria em 10º lugar neste ano, a frente apenas do carro e da caminhada.

(Informações e foto: Divulgação BH em Ciclo.)

16/9/16

Veja também

Final do 1º Festival Sindical da Canção será no dia 1º de julho em BH

O 1º Festival Sindical da Canção já selecionou as 20 canções que disputarão a final ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *