Diários Associados: 95% dos jornalistas rejeitam proposta de redução salarial

Os trabalhadores dos Diários Associados rejeitaram, por meio de um plebiscito realizado nesta segunda-feira 4/4, a redução salarial proposta pela empresa. Entre os jornalistas, a rejeição foi esmagadora. Foram 97 votos contra apenas 5 a favor, ou seja, menos de 5% concordaram em ter seus vencimentos cortados. Na administração, a proposta foi recusada por 143 votos, contra 63 favoráveis, o que representa 69% de rejeição. Não houve votos em branco. No total de votantes, o corte de 30% dos salários proposto pelo grupo – sem garantia de estabilidade, sem indenização e por prazo indeterminado – foi rejeitado por 78% dos votantes.

A abertura das urnas foi acompanhada pelo advogado Daniel Deslandes de Toledo, integrante da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Minas Gerais (OAB-MG), convidado como observador e testemunha pelos presidentes dos Sindicatos dos Jornalistas e dos Trabalhadores em Administração e Jornais de Revistas, Kerison Lopes e Marco Antônio Jacob, e também pelo diretor do SJPMG e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) Aloisio Morais Martins.

Os Diários Associados foram comunicados da consulta e convidados a indicar uma pessoa para conferir o lacre das urnas e a contagem dos votos, mas não enviaram nenhum representante. O resultado será comunicado oficialmente ao grupo.

O voto foi secreto, com assinatura em lista separadas para cada uma das categorias. A consulta incluiu as categorias dos jornalistas e dos empregados na adminstração, cujos sindicatos foram chamados pela empresa para negociar a redução salarial no Ministério do Trabalho e Emprego, o que não aconteceu com radialistas e gráficos.

Veja também

MPT arquiva denúncia da chapa 1 contra eleição do SJPMG

O Ministério Público do Trabalho (MPT) arquivou nesta semana denúncia envolvendo o processo eleitoral para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *