Vice Media tira do ar todos os seus canais digitais para pedir a libertação do jornalista Mohamme Rasool

Há 56 dias, o jornalista Mohammed Rasool foi preso na Turquia sob alegações infundadas de assistência a uma organização terrorista enquanto trabalhava para a Vice News. A Vice tirou do ar todos os canais digitais e sociais do mundo todo durante duas horas, e clama ao governo turco para que liberte Rasool imediatamente e acabe com a repressão à liberdade de imprensa

(Quarta-feira, 21 de outubro, Nova York e Londres) Hoje, das 12h às 14h – horário de Brasília –, todas as homepages de todos os canais digitais da Vice mundial, totalizando quase 100 páginas, ficarão fora do ar em protesto em prol da libertação do jornalista Mohammed Rasool, preso pelas autoridades turcas há dois meses enquanto trabalhava para a Vice News.

Quem acessar qualquer página da Vice encontrará uma mensagem pedindo ajuda para libertar Rasool por meio de uma petição na plataforma Change.org, criada em colaboração com o Comitê para a Proteção a Jornalistas (CPJ), e dirigida ao Presidente Erdogan da Turquia.

Shane Smith, Fundador e CEO, Vice:

“A própria existência da democracia depende de um quarto poder, livre e próspero. Ajude-nos a divulgar o caso de Rasool compartilhando a hashtag #FreeRasool nas redes sociais e pressionando as autoridades turcas a libertá-lo imediatamente.”

Joel Simon, Diretor Executivo, Comitê para a Proteção a Jornalistas:

“A prisão de Mohammed Ismael Rasool é uma enorme injustiça, que destaca a natureza arbitrária, inconstante e punitiva do sistema judiciário turco. Ela é também um lembrete do papel essencial da equipe de apoio da imprensa, os intermediários, correspondentes contratados, tradutores e motoristas que arriscam suas vidas para trazer-nos as notícias. É por este motivo que devemos nos unir em apoio a Rasool e exigir que o governo turco faça a coisa certa: retirar todas as acusações contra Rasool e liberá-lo imediatamente.

Mohammed Rasool e seus colegas de trabalho da Vice News, Phil Pendlebury e Jake Hanrahan, foram detidos pela polícia turca sob acusações falsas de assistência a uma organização terrorista durante uma cobertura jornalística na região sudoeste da Turquia. Pendlebury e Hanrahan foram libertados 11 dias depois, mas Rasool ainda está detido em um presídio de segurança máxima para terroristas.

A detenção injusta desse jovem e talentoso repórter é parte de um cenário difícil ainda maior de repressão à liberdade de imprensa na Turquia, que silenciou jornalistas locais e internacionais que tentavam fazer seu trabalho na região, sobretudo durante o período de eleições do país, que acontecerão no próximo mês.

Alex Miller, Chefe Global de Conteúdo, Vice:

“Não podemos ficar parados quando um de nossos próprios jornalistas é detido sob alegações infundadas. Nossos leitores se preocupam profundamente com a liberdade de expressão, os direitos humanos e a proteção de todos os jornalistas mundo afora, e acreditamos firmemente que eles apoiarão esta causa. Por isso, hoje usaremos toda a rede de canais Vice para pedir ajuda diretamente ao nosso público para assegurarmos a libertação de nosso companheiro – um jornalista jovem e talentoso que estava apenas fazendo seu trabalho. Hoje, mostre seu apoio e ajude-nos a libertar Rasool.

Durante décadas, jornalistas do mundo todo contaram com a ajuda de jornalistas como Rasool para cobrir eventos em áreas desconhecidas ou perigosas. Sem esse apoio e conhecimento local, o processo de coleta de informações de notícias internacionais seria impossibilitado, e alguns dos casos mais importantes do cenário mundial não viriam à tona em uma esfera internacional.

Mundo afora, da Turquia ao Irã, da Rússia ao Egito, Mohammed Rasool e jornalistas locais ainda são silenciados através de perseguições injustas da parte de governantes que não desejam uma cobertura imparcial de suas atividades. Hoje, a Vice Media chama atenção para as ameaças à liberdade de imprensa e pede que a comunidade internacional tome providências para a libertação de Mohammed Rasool.

Sobre Mohammed Rasool

Rasool, 25, é estudante de mestrado em Relações Internacionais na Universidade Fatih em Istambul, onde está a um mês de obter seu título. De etnia curda, Rasool nasceu em Sulaymaniyah, no Curdistão iraquiano. Além de jornalista freelancer, trabalhou como intermediário e intérprete para agências internacionais de notícias, como a Associated Press e a Al Jazeera. Fluente em cinco idiomas, é profundo conhecedor da política e da cultura da região.

O acontecido

Em 27 de agosto de 2015, o intermediário e jornalista freelancer Mohammed Rasool e seus colegas de trabalho da VICE News, Phil Pendlebury e Jake Hanrahan, foram detidos pela polícia turca sob acusações de assistência a uma organização terrorista. Jake e Phil foram liberados pelas autoridades turcas após 11 dias atrás das grades, mas Rasool ainda está detido em um presídio de segurança máxima para terroristas. Jake, Phil e Rasool trabalhavam na cobertura dos conflitos entre a ala jovem do PKK e as autoridades turcas em Cizre e Diyarbakir para a VICE News.

 

Matéria produzida pela Agência Lema:

Larissa Marques/ Leandro Matulja/ Letícia Zioni

facebook.com/agencialema

Informações para Imprensa:

Adriana Matos (+55 11) 3871-0200 – ramal 240

adriana@agencialema.com.br

 

Veja também

Fenaj adere à campanha Tributar os Super-ricos

Conjunto de medidas propostas pode elevar a arrecadação em cerca de R$ 300 bilhões e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *